ESPECIFICAÇÃO - VÁLVULAS E COMPORTAS

VÁLVULAS BORBOLETA

ESPECIFICAÇÃO: Basicamente as válvulas do tipo borboleta consistem em corpo tipo anel circular, sendo que em seu interior existe um disco entre dois mancais, que faz a função de obturador. A sede da válvula borboleta é a própria parede interna do corpo. O desenho mais comum do seu corpo é o tipo wafer, o qual é fixado à tubulação entre flanges. O deslocamento da haste é rotativo e provocado pela manipulação de uma alavanca.

A válvula do tipo borboleta possui construções diversificadas e é feita de materiais diferentes. Ela é fabricada em material standard, sem revestimento, mas também pode ser fabricada com o corpo revestido internamente com diversas opções de material, incluindo teflon e neoprene, assentos tipo composto, metal-elastômero ou assento tipo metal-metal e outros.

APLICAÇÕES: indústrias farmacêutica, alimentícia, de bebidas, têxtil, química, petroquímica, de geração de energia, saneamento (tratamento de água, esgoto e efluentes industriais), fertilizantes, siderúrgicas, usinas de açúcar e álcool etc. Esse tipo de válvula também pode ser utilizado na área de utilidades prediais e agricultura como ar-condicionado, linhas de incêndio e irrigação

VÁLVULAS GAVETA

ESPECIFICAÇÃO: As válvulas do tipo gaveta possuem corpo e internos, castelo e acionador do tipo volante. O deslocamento de sua haste é linear, acionado por um volante.

As válvulas do tipo gaveta são, de certa forma, uma solução para muitos processos. Elas geralmente possuem construções robustas e podem ser fabricadas em materiais distintos conforme as características do fluido.

APLICAÇÕES: Ela é aplicada principalmente nas indústrias de saneamento (tratamento de água, esgoto e efluentes), química, fertilizantes, ração animal, cimento e derivados, petroquímicas, siderúrgicas, metalúrgicas e irrigação.

Ela é indicada para água quente, água de processo, efluentes de todos os tipos, condensados, fluidos térmicos, fluidos de resfriamento, fluidos químicos bifásicos, alguns tipos de polpa de minério, fluidos com porcentagem baixa de sólidos em suspensão, oleum etc.

Ela possui um ótimo custo/benefício, se especificada corretamente para aplicações industriais em que é aplicada.

VÁLVULAS GLOBO

ESPECIFICAÇÃO: As válvulas do tipo globo são as mais utilizadas e possuem corpo e internos, castelo e acionador do tipo volante. O deslocamento de sua haste é linear e é provocado pela manipulação do volante, que é proporcional à abertura da mesma.

As válvulas do tipo globo são indicadas para operar diversos tipos de fluidos nas mais diferentes condições de processo, o que faz com que a resistência e robustez mecânica dos seus itens varie, principalmente dos flanges, corpo, castelo e internos como, por exemplo, em linhas de vapor numa temperatura média de 300C e pressão em torno de 40 bar.

APLICAÇÃO: A válvula do tipo globo é aplicada principalmente nas indústrias química, petroquímica, de geração de energia, óleo e gás, criogenia, siderúrgicas e metalúrgicas. Ela é ideal para gases, vapores, água quente, fluidos térmicos em geral, óleos térmicos, óleos combustíveis e também aquecidos, fluidos de resfriamento, amônia, água de processo, vácuo e fluidos corrosivos diversos.

VÁLVULAS GUILHOTINA

ESPECIFICAÇÃO: A válvula do tipo guilhotina possui uma construção bastante simples, e é formada basicamente por corpo, haste, obturador e volante.

Essa válvula foi originalmente projetada para a indústria de papel e celulose, embora hoje em dia sua aplicação tenha atingido outras indústrias como a de mineração, química, de geração de energia, saneamento e usinas de açúcar e álcool. O deslocamento de sua haste é linear e acionado por um volante ou alavanca.

APLICAÇÃO: Ela é aplicada principalmente nas indústrias de papel e celulose, mineração, saneamento (tratamento de água, esgoto e efluentes), química, fertilizantes, ração animal, aglomerados, cimento e derivados, geração de energia, usinas de açúcar e álcool, óleo e gás e petroquímica.

Essa válvula é indicada para polpa de celulose, aparas, polpa de minério, água de processo, álcool anidro, efluentes de todos os tipos, óleo contaminado, alguns tipos de ácidos e líquidos com alta porcentagem de sólidos em suspensão.

VÁLVULAS DAMPER

ESPECIFICAÇÃO: A montagem entre flanges em condutas para gases. É uma válvula de vedação relativa com um grau de fechamento de 90% a 99% pode chegar a 100% se um sistema de vedação de ar. O design padrão desses amortecedores é pensado de modo que a montagem é feita de modo que o eixo dirigir sempre ficar ligado posição horizontal, embora haja a possibilidade pode ser colocado com o eixo na vertical. O disco de borboletas é construído com nervos de reforço e apoiada em dois semiaxes O sistema de disco plano é o que suficientemente rígida para as pressões de trabalho dessas válvulas e não produz perdas de carga significativa.

APLICAÇÕES: Sistemas de ventilação; Aplicações de despoeiramento, Gases de exaustão; Controle de fluxo de ar Aplicações com fluidos líquidos sem necessidade de vedação; Todas as aplicações que trabalhem com baixa pressão Granulados em geral, Aplicações especiais sob consulta.

VÁLVULAS ESFERAS

ESPECIFICAÇÃO: A válvula do tipo esfera é constituída por um corpo, cujo interior aloja uma esfera oca que atua como obturador, permitindo a passagem do fluxo de forma suave. Ela possui assentos normalmente fabricados em teflon, acoplados aos dois lados da esfera. O deslocamento de sua haste e obturador por consequência é rotativo, sendo provocado geralmente por uma alavanca.

A válvula do tipo esfera possui construção variada quanto aos seus materiais. Seu obturador (do tipo esfera) geralmente é fabricado em aço inoxidável, seu corpo pode ser produzido a partir de materiais como bronze ou PVC. Ela é ideal para fluidos químicos e corrosivos, fluidos pastosos, viscosos, fibrosos e sujos.

APLICAÇÃO: Essa válvula é aplicada principalmente nas indústrias de papel e celulose, química, petroquímica, óleo e gás, saneamento (tratamento de água), fertilizantes, geração de energia, automobilística e irrigação.

COMPORTAS DE PAREDE E CANAL

ESPECIFICAÇÃO: As comportas de Canal e Parede RVC tem como objetivo o controle e/ou bloqueio da vazão de fluidos, de modo um modo sustentável e rentável, simples e econômico. São equipamentos que contem a instalação diretamente no concreto, pois são leves e compactos. Possuem 100% de estanquiedade com facil operação, fabricada sob medida para atender cada situação e aplicação. Nossas comportas são fabricadas completas pronta para serem instaladas e operadas. Contem passagem plena e sem cavidade. Todos os componentes das comporta são 100% em aço, o que garante longa vida util ao equipamento. São construidas sob norma NBR 8883, AWWA C561, DIN 19569-4, com instalação embutida ou sobreposta, de acordo com a necessidade do cliente. Consulte-nos.

COMPORTAS TIPO FLAP

ESPECIFICAÇÃO: As Comportas Tipo Flap Circulares RVC são fabricadas com um sistema simples e de ágil, na função de evitar o retorno de fluido para a tubulação. São equipamentos de baixo peso e compactos, que garantem maior vida útil, baixo índice de manutenção, altíssima versatilidade e baixo custo.
Projetados conforme necessidade de cada aplicação e submetidos a aprovação do cliente, as Comportas Tipo Flaps RVC Circulares possuem sistema de auto-lubrificação em suas articulações, que evitam contato metal/metal e permite abertura e fechamento automático com mínima pressão, mesmo que esteja longo período sem operação. Consulte-nos.

PROJETOS ESPECIAIS

ESPECIFICAÇÃO: A RVC desenvolve e projeta válvulas especiais de acordo com a necessidade do cliente. Todas sob consulta e dentro das exigencias das normas. Consulte-nos.

FALE CONOSCO

Envie um e-mail para: vendas@rvc.com.br ou então nos envie uma mensagem clicando no botão ao lado.

Copyright © 2019 RVC Atuadores e Válvulas Eireli EPP – Todos os direitos reservados – Desde 1996